WWW.SOTAVENTO.COM.BR

Bem-vindo a nossa casa.

Aqui contamos histórias sobre nossas peripécias dando a volta ao mundo em nosso veleiro. Nós somos: Fabio, Miriam, Caio e Rafael e não sabemos onde vamos parar, só sabemos que vamos "Para onde o vento vai".


quarta-feira, 15 de julho de 2015

Medo e coragem

Com o tempo, tempo longo no meu caso, aprendemos a entender nosso medo e nossa aversao ao risco e ao desconforto. Uma vida de navegante é uma vida que deve ser vivida segundo os principios da simplicidade e da segurança. Existe até uma maxima que determina o principio que deve ser seguido por todos os navegantes: KISS (Keep it Stupid Simple ou, no meu caso depois de aprender um tanto pode ser lido como (Keep it Simple, Stupid)

Onde entra o medo e onde entra a coragem? O medo é seu aliado, a coragem é sua inimiga. Voce nunca é mais forte que os elementos isso pode ser aprendido de diversas formas, todas elas bem doloridas e custosas. Minha reflexao nao vai aproximar voce que esta lendo da verdade, so vai me permitir o prazer de dizer em voz alta: EU TE DISSE e a elegancia de guardar este prazer so para meu uso pessoal.

Agora vamos ponderar um pouco. O medo nao deve ser um aliado muito proximo, nem a coragem uma inimiga muito temida. Use o bom senso, afinal se voce perguntar para qualquer ser humano em qualquer lugar do mundo sobre sua propria dotaçao de bom senso voce percebera que a coisa mais bem distribuida entre todos é exatamente aquela que faz falta no momento de maior dificuldade (exatamente o bom senso) !!!

Bom senso se constroi. Tenha medo, mas va adiante, navegue no contravento somente enquanto for prazeroso, caso contrario troque o destino. O que importa é o caminho e o que importa ainda mais que o caminho é chegar !!! Sempre é melhor chegar que nao chegar. Outra frase que descreve muito bem o prazer de navegar é que ele começa quando vc se faz ao mar e tem seu climax quando voce atraca, amarra ou solta a ancora... Um trajetoria singrada com sabedoria tem, inicio, meio e fim !!!

Essa é uma liçao que deve ser repetida sempre e aprendida pela experiencia dos outros.

Voltando ao dia a dia.

Afastado que estive do blog voltei ao Brasil para trabalhar e ajustar os negocios. O Brasil nao esta bem de saude e as coisas podem piorar ainda mais, mas agora nao é hora de trabalhar. Agora é hora de navegar. O verao europeu chegou com força. O calor e o sol onipresentes fornecem combustivel para um regime de ventos interessante que começa perto do meio dia e termina perto das oito horas da noite (Isso vale para todos os dias, menos para aqueles dias em que isso nao acontece - bem-vindo ao Mediterraneo). Com este regime saimos de Licata passeando pelo Canal da Sicilia até chegar no Tirreno Meridional Oeste. Na ponta da Sicilia nos deparamos com as ilhas Egadi ( Estou novamente na Sicilia fazendo a circunavegaçao e descobrindo uma Italia um pouco diferente da que eu conheço e muito diferente da Italia do Norte.

Uma perola aqui, outra ali, encontramos uma reserva marinha onde voce nao pode fazer nada, mas se pagar por uma poita voce pode fazer tudo... Isso me lembra tanto o Brasil... mas navegar nestas aguas e neste regime de ventos é diferente de navegar pelo Brasil. A radio aqui é onipresente em Italiano e num ingles mecanico ditado por um computador que dita a situaçao dos ventos e do mar nos diversos departamentos italianos e nos diversos mares que banham a italia. "Avisi di burrasca no vuakaefe (VHF para os incautos...)"

Navegar 5 horas, chegar, soltar ancora, nadar, levar Cacau para passear, conversar, churrasquear, dormir. Repetir a rotina... Isso acaba ficando uma vidinha mais ou menos... Rapidinho a gente se acostuma com esta simplicidade. Em San Vito lo Capo encontramos a temperatura da agua a 27.5C... Do lado de fora fazendo 35C. Mas a vida nao é so uma soma de prazeres mundanos, como um bom vinho italiano, uma boa pizza ou algum milagre culinario da Miriam. De tanto em tanto algum reparo aqui, algum ajuste ali (afinal estamos num veleiro e sempre tem alguma coisa para reparar).

A agua !!! Esta é outra coisa impressionante para quem navega por estas bandas. Basta fazer a curva e sair do canal da Sicilia que a agua ja começa a ficar transparente ... Numa das primeiras ancoragens o Caio gritou da proa "ta bom aqui, estou vendo o fundo" e eu falei, ainda nao, tem mais de 10 metros abaixo da quilha !!! e a gente vai se acostumando com a mudança.

Mudança é a regra de vida de quem vive no mar. O vento muda, o mar muda, e nos, mudamos também. Em alguns lugares o dia passa devagar e voce vai na mesma, em outros lugares vc chega e sai rapidinho sem perceber o que aconteceu com o dia !!! O tempo tem outra dimensao por estas aguas !!!

Nesta época é bem seguro navegar por aqui, mas as borrascas sempre devem ser acompanhadas de perto e especialmente por causa das caracteristicas do fundo desta regiao. As ondas que se formam aqui tem periodo muito curto, isso provoca um forte desconforto com muito balanço. Evitar, sempre que possivel, caso contrario achar abrigo e esperar a borrasca passar. Claro que para alguns somente mar ruim faz bom marinheiro, mas para nos que vivemos a bordo, pegar mar ruim é uma opçao e nao um acidente. Aprendemos a ficar quando devemos ficar e sair quando devemos sair.

E, para lembrar sempre nosso lema. Para onde vamos ? Para onde o vento vai ... Sem pressa !!!

PS: Faltam acentos, mas eles estao faltando no meu teclado italiano !!!

Um comentário:

  1. Conheci seu blog hoje e já li umas quatro publicações seguidas. Muito boa as narrativas, vou começar seguir. Parabéns pelo trabalho, estou me planejando para uma volta ao mundo daqui uns 3 anos e o relato das suas experiencias vão ser de grande ajuda. Abç.

    ResponderExcluir